COMPRA DE IMÓVEIS: Como comprar um imóvel com segurança

/ / Clipping

Especialista dá dicas para que o sonho da casa própria não se transforme em pesadelo.

O sonho da casa própria faz parte dos planos de muitos brasileiros. Porém, mesmo quando está próximo de se realizar a compra, é natural surgirem muitas dúvidas. Comprar na planta sai mais caro ou mais barato? Vou receber meu imóvel dentro do prazo? Preciso ter o valor de entrada?

Segundo a pesquisa divulgada no Raio-X do 3º trimestre pelo FipeZap, 38% dos entrevistados declararam querer adquirir um imóvel nos próximos três meses. Desses, 88% desejam comprar para moradia própria e 12% buscam investir.

Outro fator positivo são os juros baixos, financiamento facilitado e alternativas de linha de crédito disponíveis que tornam o cenário ainda mais atraente para quem pretende investir em um imóvel.

Então, se você está pensando investir no imóvel dos seus sonhos, um dos primeiros passos é conhecer o histórico da construtora, segundo o especialista em finanças e Ceo da Urbix Construção e Inovação, Ubirajara Marques. “Se informe ao máximo possível sobre o imóvel que tem interesse, verifique a idoneidade da construtora, visite alguns empreendimentos que já foram entregues, além de conferir se cumprem o prazo de entrega”

Comprar na planta sai mais caro ou mais barato?

Isso vai depender mais de quanto você tem para dar de entrada, o tempo de financiamento e do mercado. Atualmente, com e menor taxa de juros na história do país com a taxa selic de 4,25%, estimulou uma corrida dos bancos para oferecer as taxas de financiamento imobiliário mais competitivas. O que torna um excelente momento para fazer o investimento, imóveis com preços atraentes e taxas reduzidas.

Qual a vantagem de comprar um apartamento na planta?

Existe menos burocracia com documentação, mais flexibilidade para decorar e mudar a estrutura do imóvel. Mas para evitar problemas na hora de receber o apartamento dentro do prazo, cheque sempre a reputação da construtora. Outro ponto positivo é que a construção civil vem investindo em tecnologias como o BIM (Building Information Modeling), plataforma automatizada que possibilita o cumprimento à risca do cronograma, com o controle de todo o processo construtivo, da concepção do projeto a entrega do empreendimento

O financiamento vale a pena?

É uma solução viável, mas é necessário estar ciente dos juros para crédito imobiliário, os valores das prestações pagas durante o período da construção do empreendimento podem ser diferentes das parcelas de financiamento do saldo devedor. Atenção: até a entrega das chaves, o saldo devedor é corrigido mensalmente pelo INCC ou CUB. Há taxas atrativas e prazos longos disponíveis no mercado. O fundamental, no entanto, é que a parcela – fixa ou reajustável – caiba no bolso.

 

Ubirajara Marques

Formado em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo – USP. Mestre em Administração pela Getúlio Vargas de São Paulo com MBA em Finanças Corporativas pela Universidade de Manchester na Inglaterra. Tem atuado nos setores de construção de 1999, exercendo atividade como Engenharia de obras em grandes empresas de São Paulo e do Pará. Também atuou em projetos de estruturas geotécnicas, como barragens e túneis para linhas de metrô. Como especialista nas áreas de finanças corporativas, vem atuando em projetos de Valuation e M&A de empresas, viabilidade e avaliação de risco e em consultoria financeira e de investimento como empresário, sócio – fundador da Construtora Servmix e da Urbix Incorporações.

SOBRE A URBIX

A Urbix é uma empresa voltada à incorporação imobiliária e aos negócios da Real State do Grupo Servmix, que desde 2008, atua no Pará e em outros estados nas áreas de construção civil, serviços gerais e tecnologia ambiental. Em dez anos de atuação, a Servmix escreveu uma história de credibilidade no mercado. São mais de 25 obras, entre públicas e privadas, que trazem o DNA da Inovação.

Preencha o formulário e fique por dentro das novidades